Entrevista

Para Minimizar Impactos

– Leonardo Maciel, diretor de Operações da Cidade

Empresa Olímpica Municipal se reunirá com síndicos

O impacto poderá ser maior ou menor, mas será por um curto período. É desta forma que o diretor de Operações da Cidade, Leonardo Maciel, responsável por fazer com que tudo funcione da melhor forma possível durante as Olimpíadas Rio 2016, está chamando à participação todos os cariocas e, em especial, os síndicos. “Ninguém entende mais de crise que os síndicos e estamos cientes de que são parceiros fundamentais nos esforços necessários para que não fracassemos na organização dos Jogos”. O diretor de operações fala aos síndicos sobre que esforços são esses e adianta o convite para uma reunião em que complementará orientações importantes para quem administra condomínio. Ele transmite as informações anunciadas até o fechamento desta edição da revista, mas pede que todos fiquem atentos a alterações e novidades que serão comunicadas mais próximo aos Jogos ou até durante o evento.

Lowndes Report – Como os condomínios que ficam no entorno dos locais das competições devem se preparar para o período dos Jogos Olímpicos?

Leonardo Maciel – Os Jogos Olímpicos terão impacto em toda a cidade e as rotinas sofrerão alterações em todos os setores. Para os condomínios, em especial, é importante que repensem escala de trabalho e de férias, antecipem ou adiem execução de obras e alterem os horários de algumas atividades, como a de colocação dos latões de lixo para a coleta dos caminhões da Comlurb. Estamos estudando as rotas e horários e comunicaremos à população mais adiante.

LR – Mesmo obras emergenciais e de manutenção estão sendo desaconselhadas. É isso mesmo?

Leonardo Maciel – Desde o ano passado, vimos alertando até mesmo sobre o lançamento de imóveis e o retrofit em prédios já a partir de julho, quando o movimento para mobiliar a Vila dos Atletas e os novos hotéis da cidade se somará à chegada das primeiras delegações para treino e aclimatação das equipes, impactando sensivelmente o trânsito. Será um período com restrição para o trânsito de caminhões e de serviços de carga e descarga, com ruas sendo fechadas ou tendo acesso somente a quem for credenciado. Haverá restrições no horário das entregas – que serão liberadas apenas das 21h às 6h. E, mesmo assim, dependendo do lugar. Isto dá uma ideia do porque é essencial que evitemos ao máximo qualquer intervenção que venha a tornar ainda mais difícil o ordenamento da cidade e o fluxo de trânsito.

LR – Como está sendo feita a divulgação destas informações e como os síndicos poderão se manter informados?

Leonardo Maciel – Desde o Encontro de Síndicos, realizado pela ABADI, em agosto de 2015, quando estivemos presentes, apresentando o Plano Operacional do Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos 2016, temos destacado que este público é muito importante. Por enquanto, estamos divulgando via grande mídia, mas nos reuniremos, em data a ser acertada mais à frente, com os administradores e síndicos de condomínios, para transmitirmos todas as informações necessárias. É fundamental que estejam atentos às notícias que veem sendo divulgadas pelos órgãos de imprensa, pois alterações poderão acontecer até mesmo no dia das competições. Através dos meios de comunicação, através do nosso site e ainda através da mídia especializada, como esta publicação ou o site desta administradora. Agradecemos todos os que ajudarem a que o evento transcorra com tranquilidade.